4/04/2017

Textos de jovem sumido no Acre foram traduzidos








O jovem Bruno Borges de 24 anos que desapareceu no Acre e deixou 14 livros escritos criptografados ou codificados tem gerado grande curiosidade nas pessoas. (Leia aqui)
O caso só veio a público 1 semana após o sumiço de bruno por decisão de seus pais, que após esse período sem notícia alguma do filho resolveram divulgar a história em busca de ajuda.

Além dos 14 livros impressos e escritos em uma linguagem desconhecida até o momento, Bruno também escreveu nas paredes de seu quarto com uma simetria perfeita, os textos escritos nas paredes são totalmente organizados, com linhas feitas iguais as de uma página de caderno.




Um leitor do Medo B já havia traduzido um trecho de um dos textos vazados na internet, e também indicou qual a lógica usada para interpretar o que foi escrito por Bruno.





Aqui está o novo texto traduzido, enviado pelo leitor Douglas Chicarelli pro Medo B


Uma vez que a normalidade se apresenta, como um padrão retilíneo e uniforme, e por conseguinte é a causa do agir das massas, logo, os do caminho fácil estão mais para ela do que os do caminho difícil. Consequentemente estes últimos tendem a ter mais disponibilidade de se extraviar, indo para a extremidade tanto de lucidez como de insanidade. Todavia, lembre-se que o dito "normal" aqui não quer dizer exatamente algo "positivo", mas sim faz alusão ao modo que interpretam as pessoas ao derredor do que é agir de forma aceita em uma sociedade. Acresce que esta maneira habitual de enxergar a normalidade é somada ao método incutido pela mídia e pelos outros particípios do senso comum para como você deve se manifestar no ambiente social. Ademais, convém com isto alegar a possibilidade aflorada dos que seguem o padrão reto da normalidade estarem somados aos do caminho fácil, que por sua vez resulta na alienação. Contudo, que fique claro que nem sempre é generalizado, podendo, diferentemente, ser algo produtivo e benéfico.

É de cunho pertinente alegar antes de mais nada que as extremidades são muito mais plausíveis de se acontecerem - independente dos caminhos a se seguir, em suas máximas - nos "contínuos". Ora, eles são o ponto extremo das duas trilhas, então, decerto é por eles que se pode alcançar um dos dois picos representado na figura deste...


Texto traduzido:



Esse é o trecho de outro texto escrito por Bruno anteriormente, traduzido

"Caminho difícil

Por milhares de anos o ser-humano vem tentando encontrar respostas para perguntas como “qual o sentido da vida”? A filosofia que ao que tudo indica, parece ter se iniciado com Tales de Mileto em meados de 700 A.C. visa encontrar vestígios de perguntas sem respostas. A pesquisa profunda pela verdade absoluta advém da filosofia, e quando falamos a respeito de caminhos fáceis ou difíceis estamos nos referindo a esse tipo de teorema.

É fácil aceitar o que desde criança te ensinaram que é errado. Difícil é quando adulto, entender que te ensinaram errado o que desde criança você suspeitou que fosse correto. Em outras palavras, se você se enquadra em algum cujos estímulos do meio lhe determinaram certo comportamento, fazendo com que estivesse a mercê de crenças já providas e bem estabelecidas em dogmas e rituais, com uma massa concentrada de pessoas nela; ou permitindo-o ficar no conformismo, aceitando o conceito de felicidade e de sentido da vida embutido pela mídia e pela sociedade, então claramente você faz parte do caminho fácil para a busca pela verdade absoluta.

Acaso se enquadre na segunda opção, ou seja, aquele que suspeitava de todo conjunto de crenças que lhe foi enraizado, então este tem tudo para ser um investigador da veracidade nas coisas ao seu redor, entrando em um caminho mais complicado, no qual uma minoria se arrisca ou enfrenta com bravura"



Em pouco tempo do caso divulgado algumas teorias surgiram a cerca do trabalho deixado por Bruno, por exemplo, a estátua encontrada no quarto de Bruno representa o filósofo italiano Giordano Bruno, que se encontra dentro de um símbolo feito dentro de um círculo, apontaram esse símbolo como “circulo da transmutação humana” muito conhecido na alquimia e usado em animes e mangás com o propósito direcionar algum tipo de energia, entre eles o de ressuscitar alguém ou transferir a alma de um corpo para um objeto, e com isso já se formou a teoria de que Bruno estivesse tentando se transferir para o corpo da estátua de Giordano Bruno, de quem ele era admirador.

Os mais incrédulos levantam a hipótese de todo esse alvoroço não passar de uma estratégia para vender os livros deixados pelo jovem, algo como uma estratégia de marketing para viralizar o trabalho de Bruno.

O conteúdo escrito e deixado por Bruno está sob posse da polícia e até agora ninguém teve acesso, exceto ao que foi divulgado em alguns sites e o vídeo que foi divulgado com imagens do quarto.

Caso mais algum leitor do Medo B tenha alguma teoria, ideia ou conseguido traduzir, descriptografar ou decodificar algum outro trecho do que foi escrito por ele peço que mandem para atualizarmos o post.


Bons Pesadelos...

O PC do Medo B queimou, se você puder, ajude nossa vakinha para continuar o blog e voltar o canal! Clique Aqui