3/12/2017

4 Serial Killers cruéis que provavelmente você nunca ouviu falar



Você adora conhecer assassinos? Sabe tudo sobre os Serial Killers mais famosos do mundo? Bem, talvez você não conheça todos.
Vou apresentar pra você 4 Serial Killers que talvez você nunca tenha ouvido falar, mas que não são menos assustadores!


1 "Jolly Jane" Toppan




Jane Toppan era uma serial killers do tipo que, infelizmente, ainda encontramos de vez em quando na sociedade, uma enfermeira assassina. A diferença é que Toppan envenenava suas vítimas a mais de 100 anos atrás.
Quando Toppan foi pega ela admitiu ter matado 33 pessoas.

Toppan nasceu filha de imigrantes irlandeses em Boston, em 1857. Sua mãe morreu ainda quando ela era jovem, e seu pai era excêntrico e alcoólatra. Ele colocou as filhas em um asilo feminino de Boston, antes de morrer. Toppan era uma garota estudiosa e dedicada e decidiu ser uma enfermeira.

"Jolly Jane" como passou a ser conhecida no hospital, começou a envenenar seus pacientes. Toppan brincava fazendo experiências com os doentes no hospital em que trabalhou, ela levava eles perto da morte com doses de morfina, depois revertia o efeito com doses de atropina.
Depois ela começou a matar seus pacientes de vez, e ela mentia parar eles enquanto assistia eles morrendo.
Toppan matou até uma de suas irmãs adotivas, Elizabeth Brigham, em 1889. Quando as duas foram pra um piquenique, Toppan deu para sua irmã uma carne envenenada e água com estricnina. Ela ficou vendo sua irmã morrer, igual as outras vitimas.

A polícia começou a suspeitar da Jolly Jane quando a família e o dono da casa em que ela morava começaram a morrer. Eles descobriram que ela não estava conseguindo pagar o aluguel e matou ele para viver sem pagar aluguel. Ela foi presa em 1901 e ficou em um asilo psiquiátrico até morrer de velhice em 1938.


2 - Ahmad Suradji




Ahmad Suradji era um criador de gado e vivia uma vida normal na Indonésia, até que numa noite, seu pai falecido, apareceu para ele em um sonho e disse que queria que ele matasse 70 mulheres e bebesse as suas salivas. Suradji acreditava que com os assassinatos iria se tornar um curandeiro místico.

A série de assassinatos de Suradji começou em 1986. Ele seguiu as instruções do pai e assassinou ritualmente mais de 40 mulheres, estrangulando elas até a morte. Depois ele bebia a saliva de suas vítimas e enterrou o corpo só até a cintura em um campo de cana de açúcar, com todos os corpos virados olhando para a casa onde ele morava.
(Imagina essa cena, literalmente uma "plantação" de pessoas)

As mortes de Suradji só pararam em 1997 quando descobriram os corpos. A imprensa chamou ele de "Assassino da Magia Negra". Ele foi condenado a pena de morte por fuzilamento em 2008.


3 - Karl Denke




Alemanha e a fome foram a combinação perfeita para o Serial Killer Karl Denke. Depois da Primeira Guerra Mundial a Europa passou por um momento difícil, dinheiro e alimentos ficaram escassos. Denke tocava órgão em uma igreja local e era muito respeitado na comunidade. Ele assumiu a responsabilidade de melhorar a situação da fome.

As vítimas de Denke foram pessoas desabrigadas e pacientes recentemente liberados de hospitais. Em um ato de bondade, Denke recebia essas pessoas em sua casa como um abrigo temporário para as pobres almas. O que os visitantes não sabiam era o horror que esperava lá dentro.
Durante anos Denke assassinou seus hóspedes, massacrando eles, e depois vendia seus corpos em pedaços como carne de porco para pessoas desavisadas.

Denke matou mais de 40 pessoas. Um homem conseguiu escapar e foi até a polícia com um buraco de machado feito na cabeça. A polícia prendeu Denke em sua casa. Ele se enforcou em sua cela dois dias depois.


4 - Carl Grossman




A história de Carl Grosman de assassinato e caos é parecida com a de Karl Denke, e os dois são da Alemanha. Grossman ganhou o apelido de "O Berçário de Berlim" quando foi pego pela polícia, em Berlim, em 1921. Os vizinhos de Grossmann ouviram uma mulher gritar em seu apartamento e chamaram a polícia.
A polícia ficou chocada quando encontrou uma mulher recentemente morta na cama de Grossman. Ele foi preso.

Os Vizinhos contaram a polícia que nos últimos anos um numero alto de mulheres aparecia e entrava no apartamento de Grossmann, mas ninguém nunca via elas saindo.
A história que a polícia descobriu chocou quando veio a público.
Por anos Grossman estava matando mulheres, desmembrando e canibalizando dezenas de mulheres. Como Denke, Grossman também vendia carne humana, mas ele vendia em um carrinho de Cachorro Quente que ele tinha em uma estação de trem em Berlim.

Grossman foi condenado a morte, mas igual ao Denke, ele também se enforcou na prisão.


Você conhecia esses Serial Killers?
Bons Pesadelos...

O PC do Medo B queimou, se você puder, ajude nossa vakinha para continuar o blog e voltar o canal! Clique Aqui