4/29/2015

Uma Mensagem dos seus Demônios Internos



Olá meu caro amigo. Você não sabe quem eu sou, mas eu sei quem é você. Eu sou um dos três demônios que foram atribuídos a você no momento do seu nascimento. Você sabe, algumas pessoas neste mundo são destinadas para a grandeza, destinados a viver felizes para sempre. Agora você...
Você não é uma dessas pessoas, e é nosso trabalho se certificar disso.

Quem nós somos? Ah, sim é claro, que rude da minha parte. Vou lhe dizer...

Vergonha é o meu irmão mais novo, o demônio em seu ombro esquerdo. Vergonha diz que você é uma aberração, que você nunca vai se encaixar.
Vergonha é quem faz você se odiar.

O Medo se senta em seu ombro direito. Ele é meu irmão mais velho, tão velho quanto a própria vida. O Medo enche cada canto escuro com monstros, transforma cada estranho em uma rua escura em um assassino. O medo impede de dizer a sua paixão como você se sente.
Ele lhe diz que é melhor não tentar. O medo faz você construir sua própria prisão.

Quem sou eu? Eu sou o pior de seus demônios, mas você sempre vai me ver como um amigo. Você se vira para mim, quando não tem mais nada, porque eu vivo em seu coração. Eu sou o único que obriga a você continuar suportando tudo isso. Sou aquele que prolonga seu tormento.

Atenciosamente,
Esperança.


Hey! Eu sou a @FelineSade (Twitter)
Instagram: http://instagram.com/felinesade
Tumblr: http://feline-luxuriae.tumblr.com/ (+18)
Lojinha: https://www.facebook.com/felinesbootique
PEDRO disse...

Foooda

Filipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Filipe disse...

Texto sintético e peculiar.
Eu diria ainda, parafraseando Shakespeare: "Há mais mistérios entre mim e o espelho do que sonha a nossa vã filosofia."

Filipe disse...

Correção: "Há mais DEMÔNIOS entre mim e o espelho do que sonha a nossa vã filosofia."

Unknown disse...

Foda mesmo!!!

Aline Carvalho disse...

Gostei muito.

Unknown disse...

ae filipe, segundo post em que tenho que repetir isso pra voce: da pra parar de ser retardado e tentar parecer intelectual? só ta pagando papel de otario aq

Thiago G. disse...

Faltou a Miriam da rua Equador. Aquela demônia!

Thiago G. disse...

Faltou a Miriam da rua Equador. Aquela demônia!

Erick Harley disse...

Único pagando otario aqui é você '-'
Em tantas letras n passa nenhuma informação além de seu egoísmo

Marcos* disse...

Curto e impactante... Conseguir tal efeito num texto tão breve é coisa para autores de muita capacidade. Parabéns!

james fun disse...

Uma pergunta, a um tempo eu acompanho o blog. Eu gostaria de saber se leitores também podem enviar textos, contos, creepys, para serem postados, ou nós mesmos postarmos. Ou se o leitor apenas pode sugerir o assunto pois só vocês é que escrevem e postam.

É que eu sou escritor anônimo, posso escrever textos e tenho assuntos que, nos anos que o blog existe, ainda não foram postados. Eu poderia enviar textos para serem postados ou apenas vocês fazem isso?

Estou perguntando aqui pois eu já enviei e-mail para contato e deixei mensagem no facebook, mas não obtive resposta.

james fun disse...

Uma pergunta, a um tempo eu acompanho o blog. Eu gostaria de saber se leitores também podem enviar textos, contos, creepys, para serem postados, ou nós mesmos postarmos. Ou se o leitor apenas pode sugerir o assunto pois só vocês é que escrevem e postam.

É que eu sou escritor anônimo, posso escrever textos e tenho assuntos que, nos anos que o blog existe, ainda não foram postados. Eu poderia enviar textos para serem postados ou apenas vocês fazem isso?

Estou perguntando aqui pois eu já enviei e-mail para contato e deixei mensagem no facebook, mas não obtive resposta.

Jéferson dos Santos disse...


Minha carta de resposta a você, querida esperança.

Primeiro, é melhor você dar uma ligada para seus irmãos.
Eles tem saudades tuas.
você tera uma surpresa.
Faz tempo que não nos falamos não? Verdade né, eu tenho me mantido em melhores companhias.
Não fique chateada, faz parte relacionamentos hoje em dia acabam e recomeçam em uma velocidade absurda,
não eramos feitos um pro outro.

Agora deixe-me te falar sobre teus irmãos.
Primeiro sobre o medo, o safadinho.
Este rapaz já não esta entre nós a um tempo. Eu matei ele, sabe.
Bom, matar matar, nós dois sabemos que não da mas eu definitivamente dei um jeito nele.
Montei dentro de mim uma caldeira.
Dentro dela ateei fogo e atirei o medo la dentro. O medo agora é alimento para algo muito
mais destrutivo que ele a minha raiva.

Agora vamos falar sobre tua irmã, a vergonha.
A vergonha e eu fizemos as pazes a um tempo. Fazemos assim, eu alimento ela
com boas rizadas que eu dou de mim mesmo, e ela promete não me manter cativo.
Até porque deixei claro pra ela que era isso ou faria com ela algo parecido com
o que fiz com seu irmão.
Ela ficou surpreendentemente feliz em fazer um tratado de paz comigo.

Esperança, já tem um tempo que eu te abandonei.
Mas você ficará feliz em saber que eu só progredi des de então.
Eu sei que lá no fundo você torçe pela minha felicidade.
Ao contrario do que o dito popular diz que sem esperança não se pode viver,
eu encontrei uma amiga muito melhor que você.

E juntos nós temos progredido de modo bem estavel des de então.
Não fique magoada comigo esperança, você vai encontrar um outro parceiro.
Mas este não serei eu. Nem ninguem perto de mim pois eu não vou permitir.

Agora deixe-me falar da minha nova parceira.
Ela , assim como vc, tem varios nomes.
Uns chamam ela de certeza, outros de fé, outros ainda de "acreditar".
Eu pessoalmente prefiro o ultimo nome.
Eu acredito de verdade que vou conseguir as coisas , e doi um jeito de chegar lá,
alimentado pelo monstro que o meu medo alimenta... lembra dele? a raiva.
Sabe o monstro é muito bom em "quebrar" os obstaculos em meu caminho, e mesmo em me manter
em pé quando o soco é forte demais para segurar.

Temos mantido uma boa combinação assim.
Digo sem receio algum que não tenho saudades tuas.
Do teu falso alivio.
Siga tua vida esperança e torço pelo dia que tu aprenda a ajudar pessoas a ser felizes, ao invés
de alimentar elas com mentiras.
E se pensar em voltar, lembre-se que há lugares vazios na casa onde meu medo habita hoje.
Ela ficaria feliz em ter tua companhia.