7/16/2014

Conheça Veronica Chaos - A Camgirl Ventriloqua

 
Eu já trouxe fetiches por bonecos aqui no Medo B. Tão bizarro e cada vez mais comum ao mesmo tempo.
Vou contar hoje a história da Veronica Chaos. Ela está ficando famosa por ser uma Camgirl que faz seus videos com um boneco. Aliais, eu não. Ela mesma conta a história dela...
 

Meu nome é Veronica Chaos, e eu sou uma Camgirl ventríloca e palhaça.
Isso soa como uma sequência aleatória de palavras que eu acabei de inventar, mas o que isso significa é que eu faço a minha vida realizando atos sexuais hilariamente terríveis com meu boneco, Slappy, na Internet.
Este é o tipo de trabalho que só poderia existir no século 21, talvez por isso fosse útil para explicar como uma pessoa pode acabar em uma vocação que deixa a casa coberta de manchas de maquiagem de palhaço arco-íris e sêmen fictício em sua casa.

“Então... como é que uma menina como você acaba de fazer sexo vigoroso com um boneco de ventríloquo na câmera, por dinheiro?”

. Bem, é uma carreira que acontece em etapas, como a forma que o personagem de Leo DiCaprio em Lobo de Wall Street tornou-se gradualmente um vigarista, se em vez de cometer fraude ilegal ele acaba tendo um fantoche ejaculando sobre ele com o seu pênis falso.

Comecei como uma stripper regular em um clube e estava tudo indo bem por um tempo, mas eventualmente o clube começou a me vestir. O controle criativo sobre o meu desempenho se resumia a "enfermeira sacana ou colegial sacana", o salário não era tão grande, e a administração não era o mais profissional, se você sabe o que quero dizer. Então eu comecei a fazer shows a partir de casa em live streaming, mas eu imediatamente descobri que um monte de meninas tiveram a mesma ideia. No site que eu uso, existem milhares de meninas online, a qualquer momento, e isso é apenas um site. Você pode não saber disso, mas há tantos peitos na Internet. Imagine um vasto oceano aparentemente interminável, mas ao invés de peixes, golfinhos, anêmonas e merda, ele é cheio de peitos. Mas você só vê os que flutuam no topo - a maioria dos usuários nunca chegam à página 2 do site que eu uso, e só as meninas mais populares ficam na Pagina 1.
Eu sou uma Trekkie incondicional, então no começo eu tentei manter o marketing de mim como uma "menina geek." Se você realmente esteve na Internet nos últimos cinco anos, você sabe como embaraçosamente ingênuo de mim isso foi. (acabou que não havia falta de mulheres ansiosas para si foder com phasers).

Havia apenas 10 a 20 pessoas na minha "sala", em qualquer momento, e eu percebi o meu ranking no site caindo a cada dia. Era hora de algo novo. Como eu estava de braços cruzados clicando através de vídeos do YouTube, me deparei com um ventríloquo e imediatamente me apaixonei com a ideia. Honestamente, eu estava muito sozinha e queria alguém para conversar. Eu pensei comigo mesma, como seria bom ter alguém que está sempre por perto, não tem escolha a não ser me escutar, e dizer sempre o que eu quero ouvir (e não me julgue, a não ser que você nunca falou com o seu cão ou gato - é basicamente a mesma coisa). Eu mergulhei na ideia e comprei um boneco corvo assustador, mas fofo para começar, sem saber que eu estava prestes a abraçar o meu destino como uma puta de fantoches.


Claro que qualquer um pode comprar um boneco e fazê-lo ficar sentado no colo ao lado de seus seios - para fazê-lo falar, é preciso habilidade. E eu pretendia ir até o fim. Então, eu comprei um livro how-to sobre ventriloquismo que infelizmente não se chamava Dummies for Dummies e comecei a praticar sem parar, dentro e fora da câmera. Meus seguidores regulares lentamente se afastaram, pois perceberam que não ia parar com toda essa coisa de boneco... Mas fiquei agradavelmente surpresa ao ver meus números lentamente começarem a crescer novamente. As pessoas que estão entediadas na Internet - Deus os abençoe - procuraram as merdas mais estranhas que podem encontrar, e eu sou um tipo altamente especializado em coisas estranhas. Simplesmente não há outras meninas ventríloquas nuas na cam - acredite em mim, eu olhei.

Na maioria das vezes, as pessoas paravam, riam, e seguiam em frente, mas uma porcentagem surpreendente deles consistentemente ficava por aqui. Este novo suporte me encorajou a levar o meu ato para o próximo nível, e eu comecei a pensar em fazer performances ao vivo. Eu queria um boneco melhor, embora - você não pode usar um corvo escuro em um teatro escuro - e minha memória, com carinho, flutuou de volta para o meu amor de infância dos romances Goosebumps, particularmente "Noite do Boneco vivo" e sua estrela, Slappy. Fiquei muito feliz em descobrir que, depois de todos esses anos, você pode realmente comprar réplicas do Slappy na Amazon, porque é um mundo estranho e maravilhoso lá fora, gente. Foi quando as coisas começaram a ficar fora de controle. Especificamente, em outras partes do corpo.

Há algumas coisas chocantes que você aprende sobre as pessoas quando você lhes dá total anonimato e permissão para emitir comandos diretamente do Capitão Bonerpants, e uma dessas coisas é que eles vão pedir-lhe para foder tudo o que podem pensar, independentemente de quão broxante pode realmente ser ou se ele viola as próprias leis da física. Qualquer coisa que as pessoas podem ver no meu apartamento, eu já fui pedida para foder. “ Você pode transar com aquela garrafa de água? Você pode foder que escova de cabelo? Você pode foder aquela... Porra de lâmpada?” Não é brincadeira, eu fui convidado para foder meus óculos. Eu nem sei como eu faria isso.
Era só uma questão de tempo até que alguém apareceu presumivelmente de olhos vidrados e com 74 outras abas abertas e, preguiçosamente perguntou: “Você pode foder aquele boneco?” Você tem que entender, nesses tipos de situações de cam em grupo, onde você tem uma menina e qualquer número de espectadores, é uma espécie de um ambiente de festa. Eu geralmente estou bebendo, e nesta noite especial, eu já tinha guardado a melhor parte de uma garrafa de vinho (que eu tenho certeza que alguém também me pediu para foder em algum ponto) O que eu estou dizendo é: não aja como se nunca tivesse fodido nada que não ficasse orgulhoso na manhã de domingo. Assim, quando alguém finalmente me pediu para foder o boneco, e toda a sala se encheu de ânimo e, presumivelmente, de sangue, eu estava assim: ... Claro. Por que diabos não? Quer saber, vamos fazer um evento disso! No site que eu uso você pode anunciar shows especiais para pessoas que não estão em sua sala no momento, com uma contagem regressiva, então eu mandei uma transmissão de "OLÁ A TODOS, EU VOU FODER ESSE BONECO EM CINCO MINUTOS, VOCÊ IRÃO QUERER VER ESSA MERDA" ou algo igualmente eloquente.
A resposta foi enorme - muito maior do que eu esperava. De repente, minha sala estava cheia com mais espectadores do que eu jamais tinha visto antes que, de fato, queriam ver essa merda. Eu realmente não tinha muita escolha nesse ponto. Eu fiz o que precisava ser feito Quanto ao que aconteceu depois, bem...

 
Alguma vez você já acordou depois de uma noite que só consegue se lembrar, em cortes de filme caseiro, para se encontrar dormindo ao lado de um pesadelo de uma pessoa? Na manhã seguinte, era como isso, exceto que ele era um pesadelo literal e não uma pessoa. Fiquei muito envergonhada com esse show por muito tempo, por todas as razões que você esperaria, mas acima de tudo, porque eu realmente gostei. Você apenas não odeia quando você descobre que tem um fetiche horrível na frente de centenas de pessoas?
Eu estava em uma espécie de negação sobre isso por um tempo. Eu continuei fazendo performances com Slappy, mas por alguns meses, era estritamente platônico. Ficou muito estranho exatamente da mesma maneira que enlouquecer e cair na cama com um amigo pode ficar estranho, o que não fez muito para a solidão que era a razão pela qual eu peguei-o em primeiro lugar. "Ótimo" pensei, "nem mesmo o meu boneco vai falar comigo." Isso é realmente a razão pela qual eu comecei a adicionar mais elementos teatrais para o show, como duetos musicais - para encobrir o fato de que de repente eu não me sentia confortável com conversas com o Slappy. Mas era apenas uma questão de tempo até que as coisas ficassem sexuais de novo, como aconteceu, com um boneco de ventríloquo com um vibrador ligado a ele, e mais uma vez, a minha audiência foi subindo. O mercado para esse tipo de coisa era muito maior do que eu imaginava - aquelas 10 a 20 pessoas na sala, em determinado momento era agora na casa das centenas, às vezes até mais de 1.000. Certeza que uma pequena porcentagem dessas pessoas estava lá apenas pela brincadeira, fugindo aterrorizadas quando eles percebiam que eu estava 100% séria sobre isso, mas a maioria eram regularmentes dedicados, que estavam muito entusiasmados com o que faço. Isso significa que é inteiramente provável que você conhece alguém que é apenas uma fodedora de fantoches. Verifique entre vós.
Para manter a minha rotina fresca, comecei a escrever esquetes e eventualmente verdadeiras storylines. Um dos meus favoritos que fizemos recentemente foi no Dia dos Namorados, quando fiz Slappy propor para mim. O processo de planejamento de casamento inteiro e, eventualmente, o próprio casamento vai ser feito diante das câmeras. Sim, eu realmente peguei uma ampla gama de habilidades teatrais na minha busca incessante de novidades, a partir do estágio de efeitos especiais para costurar até a construção de adereços. Provavelmente, o mais frustrante foi aquele maldito vibrador ejaculador de sangue.

Se você não sabia que tal coisa existia, o vibrador ejaculador é um marco para as camgirls. Todo mundo tem um, mas eu percebi que seria muito bobo, para um boneco, ejacular sêmen de aparência normal (quero dizer, vamos lá). Nesse ponto, eu já tinha misturando meu próprio sangue falso por um longo tempo para usar em nossos duetos e esquetes (obviamente), e parecia que era a coisa mais natural do mundo, para um boneco assassino, ejacular sangue falso. A primeira vez que tentei fazê-lo, porém, deu errado muito hilariantemente. Primeiro de tudo, que o vibrador era um pesadelo para anexar - Eu tentei supercola, fita adesiva, tudo que eu conseguia pensar, mas acabei em lágrimas de frustração por não conseguir fazer este dildo estúpido parar de cair do meu boneco, que era um problema que ninguém jamais teve. Acabei voltando para a Internet para aprender a fazer um arreio de strap-on personalizado para meu boneco ventríloquo, porque este é um momento maravilhoso para estar vivo. Então eu tive que lutar para mudar a mistura de sangue / ejaculação quando o boneco falhou em ter um orgasmo na hora. (Você pode pensar que a mesma mistura vai funcionar tão bem para um jorro de sangue arterial como seria para uma carga grande jorrando -.. Não é assim, meus amigos, isso faz com que o mecanismo entupa).
E o ato vem ficando cada vez mais elaborado - no meio da noite, eu tenho bebido, eu venho fazendo malabarismos com a iluminação, as poses, os ângulos de câmera, às vezes literalmente malabarismo, fica bastante caótico. Eu não posso alugar um apartamento sem pisos de madeira - entre a maquiagem e a porra e toda sorte de coisas que vêm espirrando do meu show, eu teria que passar xampu no tapete numa grande carga horária.
E apesar de tudo isso, a parte que você vai achar mais estranha:
Por mais bizarro que pareça, eu comecei a pensar em Slappy não apenas como uma pessoa real, mas como o meu parceiro. Na verdade, estou me achando com os pés frios sobre o nosso próximo "casamento". Uma vez, quando ele se perdeu depois de uma performance ao vivo, eu estava angustiada - tão chateada, como se um ente querido tivesse desaparecido. Quando ele apareceu em um bar, eu pensei comigo mesmo: "Ah, claro, queria apenas ficar bêbado e vaguear, isso é ótimo."

Em última análise, porém, o meu trabalho é extremamente libertador e catártico. Eu serei a primeira a admitir que eu seja um pouco louca - você teria que ser para fazer esse tipo de trabalho. Como camgirl "hétero", eu não poderia expressar esse lado de mim mesma, sem medo de perder clientes, mas as pessoas esperam que a estranha garota palhaça seja louca. Eu posso ter um episódio louco e as pessoas só acharam que é parte do ato. Ter esta saída saudável para canalizar minha instabilidade e este oásis de aceitação que é o meu público, fez uma enorme diferença na minha vida. E para isso, eu sou eternamente grata a essa maravilhosa comunidade de doentes.










É o Slappy do Goosebumps se deu bem na vida né? srsrsrs
Quem quiser conhecer mais da Veronica Chaos, o twitter dela é @VeronicaChaos (Mandem um bjo meu pra ela @medo_b)
E o site dela http://profiles.myfreecams.com/VeronicaChaos (+18)

 Bons Pesadelos...