1/07/2013

Hospício The Athens

Eu sou fã de filmes e programas de terror estilo "caça-fantasmas" porém eu não consigo ficar satisfeita com nenhum filme até... Fenômenos Paranormais.
O filme já está na sua segunda franquia, tão assustadora quando a primeira. O que torna o filme bem interessante é que toda sua filmagem é estilo "Bruxa de Blair" ou "Atividade Paranormal", como se não tivessem editado nada do que foi filmado pelos personagens.
Resumindo brevemente, o primeiro filme conta a história de um grupo paranormal que faz programas de televisão caçando fantasmas em locais assombrados, chamado "Grave Encounters". O grupo vai filmar em um hospício chamado Collingwood, com a equipe: Lance Preston (apresentador), Sasha Parker, Matt White, T. C. Gibson e o médium Houston Grey. O filme começa com a apresentação do programa de TV, a história do hospício, suas assombrações e a equipe entrando para filmar. O resto do filme só assistindo para saber.



O segundo filme, Fenômenos Paranormais 2, começa com vídeos de youtube supostamente feitos por "críticos" apontando os defeitos do primeiro filme ou elogios. Depois de fazer a crítica no Youtube, um dos críticos recebe mensagens de um user chamando "A Morte Aguarda" e começa a suspeitar de que a história do filme é real e por estar fazendo faculdade de cinema e procurando um roteiro para escrever seu primeiro filme, resolve fazer um documentário em cima disso.

Gosto muito da história do filme e após ver o segundo fiquei curiosa em saber onde é o tal hospício e fui no nosso querido Google pesquisar. Descobri que o filme é baseado em histórias que aconteceram no próprio local de filmagem e uns "segredos" dos bastidores que tornam o filme ainda mais interessante.
Em uma entrevista dos The Vicious Brothers (diretores do filme: Collin Minihan e Stuart Ortiz), descobri que   eles próprios assustavam a equipe na filmagem. Por exemplo: em alguma cena em que os atores tinham que andar em um corredor escuro, eles se escondiam por trás das portas do corredor e davam socos ou tapas na porta para assustarem os atores e conseguiram uma expressão mais real. Sobre o set de filmagens, a equipe de um dos filmes feitos no hospital relatou que ao deixar o set de filmagem de madrugada com as janelas e portas fechadas e voltar pela manhã, todas as janelas estavam abertas, como acontece no filme.

O filme foi filmado em um hospital abandonado localizado no Canadá chamado "Riverview" e já serviu como cenário para filmes como "Freddy x Jason", "Possessão", "Halloween","Jennifer's Body", "Fringe" e "Supernatural".






Agora, para assustar vocês de vez. A história do filme é baseada em um hospício real, chamado The Athens Mental Health Center, que abriu em 1874.  O hospício abrigava criminosos loucos, pacientes e pessoas que a sociedade não aceitava.  Nessa época, hospícios eram locais realmente peculiares. Aconteciam torturas, espancamentos, castigos,lobotomias, terapias de eletrochoque e com isso muitas mortes.


Uma das histórias que aconteceram no local foi sobre a paciente Margaret Schilling, que desapareceu do hospício. As autoridades montaram uma busca porém nada acharam. Algumas semanas depois, Clarence Allison que trabalhava no local encontrou o corpo de Margaret no sotão, o estado do corpo mostrava que ela estava morta a cinco semanas. As autoridades suspeitaram que a paciente morreu de fome no local por ter a doença mental e não ter conseguido sair de onde se escondeu.
Após retirarem o corpo, uma mancha escura foi encontrada no mesmo local, como se fosse um "contorno" do corpo de Margaret porém com detalhes extremos, como o penteado que ela usava e as dobras de sua roupa. Os empregados limparam a mancha mas ela reaparecia. A mancha foi causada pela decomposição de seu corpo, e pode ser vista até hoje por visitantes.



O terreno do hospicio abriga um cemitério, com os corpos dos pacientes enterrados e sepulturas sem identificação, apenas números. Uma certa área do cemitério tem as lápides arrumadas em forma de círculo, o que o torna um pouco misterioso. Outros cemitérios da área também tem a fama de assombrados, como o cemitério Hannings, que está no 13 º lugar no ranking dos lugares mais assombrado do mundo. Os moradores da cidade relatam ruídos, aparições e desaparecimentos no local.  Uma das aparições é um velho carregando uma foice que espanta os visitantes para fora do cemitério. Também nessa área, existe o cemitério Simms, que tem uma árvore conhecida como "Hanging Tree" (árvore suspensa). Nessa árvore, é possível ver as marcas de cordas feitas por enforcamentos. Também existe o cemitério "West State Cemitério", que não está sendo utilizado atualmente. Nele há uma estátua de anjo, que homenageia os soldados enterrados lá. Reza a lenda de que a estátua bate suas asas e chora.



O mais sinistro: os cinco cemitérios da área formam uma espécia de pentagrama com um edíficio do hospício, chamado Wilson Hall, perfeitamente no meio. O local do hospício é agora utilizado como um campus para a universidade de Ohio e os alunos dizem que Wilson Hall tem uma fama assustadora: objetos voando das prateleiras e quebrando nas paredes, portas abrindo e fechando misteriosamente, descarga dos banheiros funcionando sozinhas, mesas e cadeiras quicando no chão... A sala 428 está atualmente isolada por ser alvo de relatos como o de o aparecimento de um aluno morto na sala no ínicio da década de 1970. Há o rumor de que o aluno era envolvido com o ocultismo e que tentava contato com os mortos. Ah, não acaba por aí. Wilson Hall foi construído exatamente em cima de um dos cemitérios usados no hospício.


Confesso que depois de ler as histórias que inspiraram o filme, passei a gostar muito mais dele e de ficar com muito mais medo quando o assisto.Segue abaixo o trailer do primeiro do segundo filme.











 E você, tem coragem?

Post escrito por Sabine, dona do blog Girls On Road. Se quiser pode me achar também no Facebook!

Ps: história do hospício originalmente escrita por Altered Dimensions.

Bons Pesadelos...