1/02/2018

Grupo anarquista injeta ácido em alimentos e bebidas em supermercados





Um grupo de anarquistas gregos fez um ataque terrorista nesse final de ano em 2017. Eles injetaram ácido clorídrico em refrigerantes, leite e carne em supermercados, e postaram fotos nas redes sociais.




Vários mercados gregos foram forçados a tirar alguns produtos das prateleiras com a ameaça. A polícia alertou as cidades de Atenas e Salónica a não comprar Coca Cola, leite, e um tipo de carne. Com as 2 cidades cerca de 1 milhão de pessoas foram afetadas pela ameaça.

O grupo anarquista se chama "Blackgreen Arsonists" e se declara Eco-ativista. Eles lançaram uma mensagem de ataque aos cristãos no Natal:




"Hoje milhares e milhares de cristãos vão deixar seus sofás para fazer as suas compras de Natal, para preencher suas vidas vazias com lixo consumível coberto de enfeite bonito, e com embrulho brilhante. As vítimas da festa são criaturas vivas que são abatidas para ir para as mesas dos vivos, drenados até a última gota de sangue para satisfazer seus paladares "

Eles falaram quais itens específicos eles contaminaram. Foram garrafas de 1,5 litros de Coca Cola e Coca Light, um pacote de carne e uma marca de leite. Os alimentos foram contaminados entre os dias 20 e 24 de Dezembro.




O ácido clorídrico é uma solução incolor e inodora, tóxica e corrosiva. Se consumida ela causa danos imediatos com dor severa na garganta, choque, vômitos, sangramentos e morte.

Ninguém foi afetado pelo ataque ainda, provavelmente pelo aviso que o grupo deu com antecedência. Mas apesar da ameaça online com fotos, nenhum membro do grupo foi preso.
A polícia acredita que o ataque não foi político, eles na verdade pensam que estão prejudicando empresas multinacionais. As vítimas desse ataque seriam na maioria jovens, que são os consumidores dos produtos contaminados.


Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


12/27/2017

Review do livro Belas Adormecidas do Stephen King e Owen King - Suma das Letras






Quando recebi a oportunidade do Medo B de ler e fazer uma resenha desse livro,confesso que me assustei com o tamanho do livro,embora esse não seja o maior do Stephen King. A verdade é que eu tinha lido poucas obras do autor e ainda estava me acostumando mas depois desse livro, me apaixonei perdidamente e quero ler tudo o que eu puder dele.
Mas chega de enrolação e vamos a resenha.

O que eu achei desse livro? Simplesmente fantástico.
Os personagens são bem construídos e me cativaram tanto que em nenhum momento precisei ir ver o nome de algum porque tinha esquecido. Stephen criou uma situação onde até você que é mulher vai parar para pensar : "Será que se eu dormir, vão surgir teia em meu cabelo? " (brincadeiras a parte) e se você é homem, vai começar a pensar em como seria sua vida sem uma presença feminina por perto.
Um livro que com certeza entrou pra minha lista de favoritos e que me prendeu em cada página, muitas vezes me pegava cochilando de cansaço e me obrigava a acordar pra voltar a ler, eu precisava viver mais daquele mundo, saber o que iria acontecer e como iria terminar. Possui um ótimo final, certamente é um enredo de tirar o fôlego e o fato de Owen ter escrito partes do livro também, apenas melhorou tudo. Leiam, super recomendo.


Você pode comprar o Belas Adormecidas AQUI.


Vou ler a lista de compras do Stephen King agora, até a próxima resenha.


Review da @kpopsurvival

Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


12/21/2017

N de Necrose






Quando a minha mãe morreu, ela estava pesando 262kg.

Quando criança, eu nunca entendi porque minha mãe não podia vir às reuniões, às gincanas escolares ou pelo menos me buscar. Era sempre uma babá ou um vizinho me levando para a escola, pelo menos até eu ter idade suficiente para conseguir pegar o ônibus sozinho.
Sempre que eu chegava em casa, ela estava caída em uma cadeira, seu queixo gotejava com gordura e molho de qualquer comida de micro ondas que ela tivesse comido.
A nossa casa inteira fedia, com o cheiro de manchas de suor ensopadas em gordura e o aroma mofado de um carpete deixado sozinho por anos. Eu fiquei lá por anos, a minha infância inteira sendo desperdiçada nessa casa apodrecendo.
Eu não sabia antes, mas agora eu sei que uma parte de mim sempre sentiu a doença que havia nisso, a doença que estava devorando tudo.

Quando comecei a crescer, a minha ignorância se tornou nojo. Era meio que uma combinação entre vergonha e medo; vergonha, pois era dali que eu tinha vindo, que era aquilo que eu poderia me tornar, e medo que ela fosse morrer um dia, morrer e me deixar sozinho nesse mundo.
Eu cresci, furioso. Por que ela não pode melhorar? Por que ela não pode simplesmente levantar e andar até mais longe que até a cozinha, talvez até fora de casa...? Uma parte de mim queria deixá-la morrendo de fome, talvez mantê-la implorando por comida até que ela derramasse toda aquela gordura de seu esqueleto. Mas ela ainda era a minha mãe, eu não podia fazer isso com ela. Ela era a única pessoa que eu tinha. Ainda assim, ter que esfregar entre sua pele e toda a sua gordura flácida com um pano úmido todas as noites, vesti-la e até mesmo levá-la até o banheiro começou a acabar comigo.

Você tem que entender do que eu estava fugindo quando eu entrei na faculdade de medicina em outro estado. Pela primeira vez na minha vida, eu não era responsável por aquela porca gorda que era a minha mãe. Ela havia ficado na nossa entediante cidade no meio-oeste, com um cuidador, pago com o seu seguro de vida. E eu ficaria livre para viver a minha vida. Foi isso o que eu pensava.
Só que sempre há uma coisa nesse tipo de plano, sempre há alguma coisa que vai te deixar pra baixo e vai se alimentar de todas as suas esperanças até não sobrar mais nada. Pra mim, foi a necrose da minha mãe. Se você não sabe o que é, aqui está uma breve explicação. Necrose: é a morte prematura das células em um tecido vivo.

O que isso realmente significa é que ela estava apodrecendo em uma jaula feita com a sua própria carne. O peso do corpo dela tinha esmagado a carne de suas costas, fazendo o sangue parar de circular, e fazendo o tecido começar a morrer.
Isso significava que eu tinha que voltar pra casa e cuidar dela de novo, depois de só 26 dias de liberdade. Eu voltei ao odor familiar de urina, suor e mofo; mas agora estava tudo misturado com o cheiro amargo e doentio de carne apodrecendo.
Ela não estava em sua cadeira, como de costume. Em vez disso, ela estava desmaiada em um colchão em um quarto que ela não usava há muito tempo, as molas da cama rangiam sob seu peso. Ela estava vestida com uma simples camisola azul, quase como uma roupa de hospital. Levantando a borda inferior da sua camisola, meus olhos puderam ver que ela estava apodrecendo.

Parecia até que algum animal raivoso tinha mordido um pedaço dela, exceto que não tinha nenhuma ferida em carne viva. Em vez disso, havia um pedaço de carne preta, coberta por sangue seco que escorria das rachaduras das feridas. De repente, a superfície apodrecida murchou, e minha mãe se virou para me ver.

Sua testa estava encharcada com suor, seus olhos se afastando dos meus. A vergonha estava estampada em seu rosto, mas era escondida por um sorriso fraco. Não. Eu não estava aguentando isso. Eu saí do quarto, fechando a porta. Eu iria lidar com ela mais tarde. Em vez disso, eu fui arrumar as minhas malas.
Meu vizinho, Michael, levantou sua mão e acenou. Olhando direito, percebi que era só um tronco. As coisas mudaram por aqui, muito mais rápido do que eu percebi. E as coisas mudariam ainda mais rápido do que eu imaginava.

Isso foi um erro.

Certa noite, quando ela pensou que eu estivesse dormindo, eu estava a observando de longe, na escuridão.
Vi sua mão encostar em um buraco de carne podre na sua coxa. Suas unhas raspando e coçando o osso exposto. Ela estava tremendo e gemendo, obviamente sentindo uma dor extrema. Ela pegou suas mãos, trêmulas e melequentas e as enfiou na boca. Eu me engasguei em silêncio, quase vomitando, quando vi ela lamber uma gosma branca entre seus dedos, fazendo barulhos altos com seus lábios.
No dia seguinte, eu cobri sua ferida com várias camadas de curativo, e tentei esquecer aquela imagem. Eu ainda tenho pesadelos sobre isso.

Eu vi ela fazer isso várias outras vezes depois disso, e eu me afastava em todas as vezes.
Acho que o único motivo pelo qual eu não falei com ela sobre isso é porque isso se tornaria muito real, me forçando a reconhecer aquilo que eu tinha visto.
Ela estava comendo sua própria carne, amarga e apodrecendo, e eu estava deixando ela fazer isso.
Quando ela finalmente morreu de uma infecção sanguínea, eu nem conseguia respirar, de tão contaminado que o ar estava pelo cheiro doentio da sua morte. Ela perdeu 26kg nesse ponto; às vezes eu me pego pensando na quantidade de sua própria carne que ela havia comido.
Enfim, eu tive que ligar para um guindaste para levar os restos mortais da minha mãe.
De certa forma, isso era a parte mais trágica de sua morte: aquela foi a primeira e a última vez que ela saiu de casa.


Tradução: Misaki Mei - Facebook

Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


12/14/2017

3 Creepypastas Famosas




Nos primórdios da internet começou a surgir algo que muitas pessoas denominam por Creepypasta.

É como a versão da Internet de sentar-se em volta de uma fogueira e contar histórias assustadoras. E adivinha? Deixamos aqui algumas que você conhece:


1999

Conhecida como 1999  é uma das histórias que apresenta uma das lendas mais realistas de toda a Internet.
A creepypasta conta a historia de um blogueiro canadense chamado Elliot que segue um canal de televisão muito misterioso que seguiu durante o ano de 1999. Elliot então percebeu que algo estava errado com o canal enquanto ele fazia o rastreio. Ele percebeu que havia a existência de um predador local, e enquanto continuava as suas investigações, soube que o diretor do canal estava usando formas de atrair crianças para sacrificá-las em sua casa. Elliot então percebeu que o predador era louco, e estava torturando e a matando crianças, enquanto usava um traje de um urso, e que por isso ele próprio denominava-se de “Mr. Bear”.
Esta creepypasta brasileira é bastante conhecida por todo o mundo. E todos sabem que creepypasta é apenas um show.




The Rake

Se você está procurando de creepypasta assustadora ou bizarra você chegou ao site certo.
A história de The Rake, passa-se nos Estados Unidos da América, nomeadamente no nordeste do país, onde ocorreu um incidente que envolveu uma certa criatura e um ser humano, atraindo depois toda a mídia que existia na localidade. Entretanto a história foi totalmente desconstruida e todos os documentos que se encontravam online desapareceram misteriosamente de todos os lados.
Apesar de tudo ter desaparecido, a criatura continuou a ser avistada por em vários lugares, e ainda com mais frequência. O mais estranho disto tudo, foram as reações das pessoas, pois todas reagiam de maneira diferente sempre que a viam. Umas experimentavam níveis traumáticos de medo, outras até sentiam uma certa curiosidade, quase que infantil. Uma história bastante interessante que merecia estar em jogos de cassino grátis.


Where Bad Kids Go

Essa creepypasta é muito diferente, pois basicamente fala de um fotografo que decide investir um antigo programa infantil que ele próprio via quando estava da guerra no Líbano.
De tudo o que o fotógrafo se lembra, é que este show dependia muito de imagens gráficas e claro, algumas táticas de medo para evitar que as crianças sofressem de todo o mal. A tentativa do fotografo ir investigar este show foi porque ele acreditou que deixava as crianças num estado de controle, pois cada episódio tinha uma mensagem diferente, como por exemplo “Deitar tarde faz mal, e é ruim” e “Todas as crianças ruins roubam comida à noite”.
A única coisa que o fotografo se lembra era mesmo do final de cada episódio, pois era sempre a mesma cena: uma câmera aproximava-se em direção a uma porta toda oxidada, e podiam-se ouvir gritos. Quanto mais perto da porta, mais alto os gritos eram. E claro, o texto a seguir dizia logo tudo “Esse é o lugar para onde as crianças más vão”. E todos os episódios eram assim.
O fotógrafo conseguiu descobrir onde todo o show foi filmado, e claro, o lugar já estava abandonado a muito, mas a famosa porta ainda lá estava. E havia uma sala coberta de ossos, fezes e muito sangue. Jogos assim você não vai encontrar, mas pode encontrar jogos de terror e jogar playbonds grátis em cassinos online!



Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob

Bons Pesadelos...


12/05/2017

Review do livro Quando o Mal tem um Nome - Autora Glau Kemp







Review do livro Quando o Mal tem um Nome, da autora Glau Kemp, colunista do site Boca do Inferno.

O sonho de Dona Marta é engravidar de uma menina, pois ela já tem dois filhos homens e pretende ter uma companhia feminina para compartilhar seus hobbies e conversas. Sua barriga de grávida está linda e ela fez uma promessa pra Nossa Senhora, pedindo que nascesse uma garotinha mas ao descobrir que não é bem uma vagina que está gerando dentro de seu ventre, surta e talvez as decisões que irá tomar em seguida, não sejam tão boas assim.

O livro te prende de uma forma que quando você menos espera, já terminou.Muito bem escrito, as descrições dos acontecimentos são incríveis e percebe-se que teve uma enorme pesquisa para escrever sobre assuntos como rituais satânicos e as consequências disso. Se você gosta de terror, suspense, livros que parecem te segurar até você terminar, essa é uma ótima leitura. Review pela Jessica Yelow (Instagram @kpopsurvival) para o Medo B.

Instagram da autora: @GlauKemp

O livro está disponível no formato digital para o Kindle na Amazon! Vou deixar link no Twitter, Facebook e no blog!
Ah, o livro custa 1,99, não tem desculpa pra não ler!

Link http://amzn.to/2AVTqoU




Quem ler, depois deixa nos comentários aqui o que achou!

Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


11/29/2017

Iraniana faz 50 cirurgias para ficar parecida com a Angelina Jolie, mas o resultado...




Sahar Tabar tem uma obsessão pela Angelina Jolie e resolveu fazer de tudo para ficar parecida com a atriz. Ela começou com uma cirurgia no nariz.





Agora Sahar já fez 50 cirurgias plásticas para ficar com o rosto igual ao da atriz, até o corpo dela ela tenta copiar, para isso ela emagreceu 40 quilos!





Esse é o resultado das cirurgias:















Sahar é chamada de monstro nas redes sociais, mas apesar disso vem ganhando muitos seguidores já passando de 280 mil no Instagram (https://www.instagram.com/sahartabar_official/).
Ela não liga para as críticas, ela apenas quer se ver como a Angelina Jolie no espelho.

Muita gente na internet comparou ela com a Noiva Cadáver, parecida?




Eu diria que ela conseguiu chegar aos anfitrião de Contos da Cripta:




Aprendam a gostar de vocês mesmos e entendam que cirurgia não é mágica. O resultado muitas vezes pode não ter volta.
Se a Sahar Tabar está feliz, é o que importa.

Bons Pesadelos...


Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


11/27/2017

Médicos removem 263 moedas de "Homem Porquinho"







Um homem de 35 anos foi internado em um hospital da Índia. Depois de uma endoscopia os médicos descobriram que a causa de 3 meses de dores no estômago eram 7 quilos de objetos estranhos na barriga, incluindo 263 moedas.

Os médicos levaram Maksud Khan para sala de cirurgia, onde retiraram da barriga dele além das 263 moedas, 100 unhas, um pesado pedaço de ferro enferrujado, dezenas de lâminas de barbear, pedaços de vidro e pedras.




Chocados, os médicos afirmaram que foi a primeira vez que viram um caso assim, e consideraram o homem com problemas mentais.
A família dele afirma que ele entrou em depressão e começou a engolir as moedas com água.
Khan prometeu parar de engolir objetos. Ele não ter morrido é um milagre considerado pelos médicos.


Você já sentiu vontade de comer alguma coisa estranha?
Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


Viciada em selfies morre ao cair de prédio







Toni Kelly, uma mulher da Nova Zelândia, tinha toda a vida dela documentada em fotos dela mesma.
Ser viciada em selfies não é um problema nos dias de hoje, é até normal, mas a neozelandesa teve um acidente trágico e morreu ao tentar tirar uma foto de uma janela no segundo andar de um prédio.

A notícia é triste, a família dela afirma que todos sentirão falta dela, e fãs fazem um financiamento coletivo para ajudar com as custas do seu enterro.

Muita gente se arrisca fazendo fotos e vídeos em locais altos, principalmente na Rússia. É fácil encontrar vídeos de pessoas penduradas no topo de prédios se arriscando na beirada, em antenas e até em andaimes. Alguns vídeos não da nem pra saber como a pessoas conseguiu chegar naquele lugar e sair de lá depois.





Nesse vídeo você pode ver como 2 homens escalam a Shanghai Tower, é bizarro:





Que a morte da Toni pelo menos sirva de alerta ao perigo de se arriscar tirando fotos assim. Mas eu sei que a internet não para.

Bons Pesadelos...

Siga o medob no Instagram e veja mais #CuriosidadesDoMedo - http://instagram.com/medob


11/25/2017

Wallpapers de Terror para Android e iPhone #1





Quem me segue no twitter ou facebook já sabe que toda semana eu posto 4 wallpapers de terror. Mas eu reparei que as redes sociais tiram qualidade e tamanho das imagens, então resolvi começar a postar elas aqui no blog também.

Para pegar o tamanho real é só clicar na foto. Todos são em 1080x1920 e servem pra Android e iPhone.












Aceito sugestões nos comentários para os próximos.

Sigam o medob no Instagram: http://instagram.com/medob
Bons Pesadelos...


11/05/2017

Stranger Things 2 - Crítica da segunda temporada - Netflix






A segunda temporada de Stranger Things está muito boa, tão boa que eu recomendo que você NÃO veja, porque você vai fica triste quando ela acaba. Deixa pra ver em 2019 que vai ter mais episódios, ai você não fica tão triste.

Nessa temporada o Mundo Invertido vem atacar com mais força o lado de cá já que o laboratório Hawkins não para de abrir portal e fazer experiências do lado de lá. A temporada começa mostrando os garotos conhecendo uma menina nova na escola, a Mad Max, e o Dustin encontrando um bichinho nojento no lixo mas que ele acredita ser a descoberta de uma nova espécie.




Stranger Things continua totalmente fiel aos anos 80, mostrando a força da amizade naquela época, e sem se repetir. Se a 1 temporada começou com uma mesa de RPG por exemplo, essa o ponto de encontro já é um clássico fliperama!
Além de toda a história, essa temporada foca no amadurecimento de alguns personagens, o que mostra ser uma coisa muito boa que vai dar força pra série durar bastante tempo, já que as crianças vão crescer, e não ficar com 10 anos por 30 como o Bart Simpson. Isso inclusive inclui um episódio só pra um dos personagens que é quase um spin-off da série dentro da série. Esse episódio da uma quebrada forte no ritmo da temporada chegando a desagradar alguns fãs, mas pelo menos ele se mostra importante no final e faz parte desse amadurecimento que eu comentei.

Stranger Things é uma série muito foda, ela é toda baseada por trás em D&D, pra quem ainda não sacou. Inclusive ousaria dizer que é a melhor versão live action possível de Caverna do Dragão.
Vale muito a pena assistir, principalmente se você gosta de terror, inclusive também muitas referências a clássicos do terror, mistério, amizade e anos 80.




Se você é novo e gostou da série, você tem que assistir filmes como Os Goonies(O Bob é um Goonei), ET, Caça-Fantasmas, Conta Comigo, Garotos Perdidos, e até mesmo os filmes de Sexta-Feira 13 você vai ver ali alguns personagens comuns daquela época.
Tem mais filmes pra indicar, quando eu for lembrando eu indico mais no Instagram. Aliais se você ainda não me segue, vai lá agora me seguir no Instagram que é medob.


Trailer:





Ah! Não posso deixar de falar do jogo que eles lançaram pra Android e iPhone. Obrigatório para fãs de RPG da época do Super Nintendo com um mundo "quase" aberto. Excelente jogo principalmente por ser um jogo de celular. Confere lá que é de GRAÇA!





Você já assistiu? Gostou, concorda comigo?
Bons Pesadelos...